Papo de Mamãe

A mãe que eu me tornei…

Quando eu estava grávida, eu sonhava em ser uma mãe perfeita, aquela que você vê em  filmes, que sempre tem uma aparência fresca,  e que parece ter dormido uma noite inteira. Aquela que nunca precisa ficar com raiva. Aquela que sorri o tempo todo, em todo lugar. Aquela que é “perfeita” mentalmente e fisicamente, que não conhece nem o “avental” da barriga, nem as estrias e nem flacidez. Aquela que teve um parto perfeito sem olheiras, sem dor, como nas novelas, acabou de ter um filho, e esta toda linda e plena… rs

Eu imaginei ser essa mãe, que consegue administrar tudo sozinha, casa,  filho, profissão e ainda continuar maravilhosa, sem cansaço, toda plena , mas a realidade é outra…

Há uma frase que ouvi muito que é: “Você vai ver quando tiver filhos” E de fato, eu entendi tudo:

Ninguém pode imaginar este redemoinho antes de ter filhos. Este turbilhão que é se tornar uma mãe.

Então, aproveito o meu pequeno blog para contar a todas as futuras mamães.

Que mãe eu realmente sou ?

Eu sou essa mãe que todo dia acorda e conscientemente ou inconscientemente digo para mim mesmo, hoje eu vou ser uma ótima mãe. Hoje farei tudo certo e todos serão felizes. Então eu faço mil pequenos erros;

Eu sou essa mãe que aprendeu a trocar, fraldas, dar banho, colocar o bebê para arrotar  após as mamadas;

Eu sou essa mãe que amou dar de mamar e que curtiu muito todo este tempo  somente eu e ele;

Eu sou essa mãe que dá muito colo, sem medo de que ele fique dengoso;

Eu sou essa mãe que aprendeu a fazer as coisas com o bebê no colo;

Eu sou essa mãe que muitas vezes come em pé com o filho encaixado no quadril;

Eu sou essa mãe que brinca no chão, e que sai correndo pela sala gritando que vai pegar o filho e espera ele correr;

Eu sou essa mãe que tem medo do seu filho ficar doente, e qualquer coisa fica louca fazendo várias perguntas para pediatra;

Eu sou essa mãe que se pega chorando com medo de ser uma péssima mãe e não conseguir educar corretamente seu filho;

Eu sou essa mãe que não dar o celular ou tablet para o bebê, porque acha que infância é pé no chão é brincar com tudo a sua volta, sem a intervenção do digital (neste momento);

Eu sou essa mãe que sofre e muitas vezes chora com medo do seu flho não ser bem cuidado, tenho pavor de pensar que alguém pode bater ou sacudir meu filho;

Eu sou essa mãe que quer manter seu filho bebê para toda a sua vida, para protegê-lo;

Eu sou essa mãe que sempre reclama que precisa de um momento só pra si,
mas quando  finalmente tem estes momentos fica desesperada e quer logo seu filho por perto;

Eu sou essa mãe que vai para o curso e chega tarde em casa e vai logo para o quarto do filho para vê-lo, como se não tivesse passado o dia todo com ele…rs

Eu sou essa mãe que sai de casa e ja manda mensagem para saber se esta tudo bem…rs

Eu sou essa mãe que fica ali olhando o sono do seu filho e o admirando, mesmo tendo um monte de coisas para fazer;

Eu sou essa mãe de cabelo bagunçado, com algumas olheiras e de um sorriso sincero cheio de felicidade;

Eu sou essa mãe  muitas vezes  preocupada com o que poderia acontecer, com o inesperado, com o futuro;

Eu eu sou essa mãe que gosta de fazer a comida do filho;

Eu sou essa mãe que ja esqueceu a papinha do filho, o leite;

Eu sou essa mãe que esquece de colocar fraldas na bolsa;

Eu sou essa mãe que leva ao parquinho e inventa brincadeiras, e quando quer ter um pouco de sossego coloca o filho no cercadinho joga todos os brinquedos no chão pra ele brincar;

Eu sou essa mãe que faz cabana na sala ;

Eu sou essa mãe que conta até 10 para manter a calma, e que também tem ataques histéricos;

Eu sou essa mãe que dança loucamente  e que faz varias caretas;

Eu sou essa mãe que tem medo de que seu filho não a amem um dia;

Eu sou essa mãe que tem medo da adolescência;

Eu sou ssa mãe que pede abraços o dia todo;

Eu sou essa mãe que beija muito, mesmo sem ele gostar;

Eu sou essa mãe que se reinventa, se transforma para fazer o melhor a cada dia;

Mesmo que eu não seja a mãe que eu sonhei em ser, eu acho que no fundo eu sou a mãe que você realmente precisa. E isso me enche de felicidade.

Você também pode gostar...

3 comentários

  1. Ane Campos diz:

    Mãeé mãe né! Parabêns amiga por essa mãe maravilhosa que apesar dos defeitos é a mãe que o Rapha escolheu.

    1. Ai que linda, muito obrigada Ane, mega saudades de vcs!!! 😉

  2. online cialis pharmacy I had my hair colored earlier this month, and they turned me into a darker than my own haircolor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.